Guia de Compras em Buenos Aires (2012)

Viagens

Já havia feito um post sobre o assunto aqui no blog, mas senti necessidade de trazer um guia mais atualizado…

Estive lá final de janeiro deste ano, e venho trazer um pouco das minhas experiências de compras pela capital Porteña!

 

Espero que gostem e que seja útil a alguém.

  • Câmbio, Dinheiro e Cartão de Crédito
Não tem como falar em compras sem falar em dinheiro… e se você vai viajar para Bs. As. e pretende voltar com algumas coisas legais na bagagem leve um dinheiro a mais…
Já começo esse post dizendo que se você acha que vai para Bs. As. e irá comprar uma tonelada de coisas a um preço de banana, E-S-Q-U-E-Ç-A! As coisas lá são mais baratas, mas não são tão baratas como nos EUA, por exemplo, então a diferença não será muito grande.
Definitivamente, leve dinheiro em espécie e troque lá! Aqui no Brasil os preços são maiores, exemplo: paguei em 1 peso aqui no Brasil, R$: 0,52 centavos já com os impostos, já lá em Bs. As. paguei 0,41 centavos. Quando fui comprei um pouco de peso no Brasil e um pouco lá em Bs. As. pois fiquei com medo de chegar lá só com Real, mas fique tranquila, eles preferem mil vezes Real do que Peso.

Um dos melhores lugares para trocar Real por Peso é no aeroporto nos guichês de câmbio do Banco de La Nación Argentina.

Vocês devem estar se perguntado: e Dólar? Não é mais vantajoso? Quando fui em dezembro de 2008, sim, era muito mais vantajoso, explico: quando fui o peso estava 1 por 1, ou seja, não compensava; então comprei 1 dólar por R$: 2,58, chegando lá o câmbio do dólar estava 1 dólar por $ 3,50 pesos. Então, se o Peso estiver muito alto vale fazer essa continha, caso contrário, leve Real.
Entretanto, se pretende usar Cartão de Crédito, é importante que saiba que para conseguir utilizar seu cartão de crédito em outro país, é indispensável que o seu cartão seja Internacional e que esteja desbloqueado para compras no exterior. Isso é fundamental, pois caso não o desbloqueie ele não irá funcionar.
Não tive dificuldades em relação a cartão de crédito lá, praticamente todos os lugares em que fui aceitavam cartão.
O lado não tão vantajoso do cartão é a questão do IOF que é cobrado sobre todas as suas compras realizadas fora do país e isto, pode dar um diferença até que razoável, no valor da sua fatura, por isso leve dinheiro em espécie e use o cartão apenas em casos mais especiais.
 

Meu dinheiro acabou e agora? Se você tem Cartão de Crédito Internacional VISA (não sei se isso dá certo com outras bandeiras, se alguém souber diga aí nos comentários), você pode sacar dinheiro (Peso) em qualquer caixa eletrônico que tenha bandeira “Plus”, mesmo que este for de outros bancos. O valor será debitado do seu limite do cartão, mas lembre-se que o seu banco cobrará uma taxa por isso (para saber o valor correto verifique com seu banco ou operadora de cartão).

  • Outlets
 
Como a diferença nos preços das lojas com os preços do Brasil é pouca, compensa muito mais fazer suas compras nos outlets pois a diferença poderá ser bem maior do que normalmente seria. Em vários lugares de Buenos Aires você encontrará outlets mas o lugar em que eles se concentram em maior quantidade, sem dúvida, é na Avenida Córdoba.

A maior concentração de outlets, você encontrará dos números 4200 ao 4900, vá andando a pé e veja as vitrines, certamente você irá encontrar coisas interessantes.

Neste ano, quando estive lá, peguei um Taxi e pedi para ele nos deixar na esquina da Córdoba com a Rua Lavalleja, a partir daí é só ir andando que você encontrará uma loja pertinho da outra.Segui exatamente a descrição abaixo, ela está minuciosamente correta e detalhada, não tem erro:

Vá de táxi para a Avenida Córdoba, esquina com Lavalleja. Nas primeiras quadras estão as famosas marcas locais, Koziuko, Ayres, Allo Martinez, Ossira, Wanama e PortSaid (no decorrer do passeio apareceram três lojas Portsaid (vale recorrer às três). Ao chegar à Avenida Scalabrini Ortiz, pare no Havana para tomar um café e se deliciar com um dos seus alfajores. Cruzando a rua, a Farmacity o espera com seus inúmeros cremes, shampoos e cosméticos a ótimos preços e das mais variadas marcas.
Cruzando a avenida, avista-se a concorrida Levi’s e logo depois a gigante Nike com suas variedades de tênis, camisetas, agasalhos e camisas oficiais do Boca Juniors. Também dê uma espiada na Complot com suas roupas lindas e divertidas. Seguindo, você verá as lojas Como Quieras Que Te Quieres, Cheeky, Grisino, todas com roupas para crianças (também imperdíveis!).
Daí e só caminhar e curtir lojinha após lojinha, passando também pela chic Chocolate, até chegar à Calle Gurruchaga. Dobre à esquerda e caminhe mais quatro quadras. À altura do número 897 estão a Prune (Calle Gurruchaga, 855) e Blaque, lojas famosas de bolsas, cintos e carteiras. Virando à direita, na Calle Aguirre, você encontrará as imperdíveis Puma, Caro Cuere (lingerie), PortSaid, Cacharel, Timberland, e La Martina. A Lacoste fica na Gurruchaga, na frente da Prune, esquina com Aguirre. Como a maioria é de outles, vale garimpar.
Quase todas as lojas aceitam cartão de crédito e de débito (é necessário liberar sua função internacional antes de sair do Brasil). Mas, é sempre bom ter dinheiro, pois algumas lojinhas pequenas evitam cartões ou têm promoções para pagamento em dinheiro. Viaje com dólares e troque por pesos aqui em Buenos Aires.
Se ainda tiver energia, tome um táxi (as corridas são baratas) para Palermo Soho, para passear por suas ruas descoladas. Pare na Plazita Armênia e entre em um dos barzinhos para tomar uma taça de vinho. Boas compras & salude!” (http://www.sergiobarbalho.com/2011/01/buenos-aires-dicas-imperdiveis-de.html).

Mas, embora essa dica aí de cima seja muito boa, vou deixar os endereços das principais lojas logo abaixo, caso queiram percorrer somente algumas:

NIKE OUTLET – Córdoba 4660
LEVIS OUTLET – Córdoba 4654
YVES SAINT LAURENT – Córdoba 4440
CARO CUORE – Córdoba 4716
LEGACY – Córdoba 4671.
LA MARTINA – Aguirre 957
LACOSTE – Aguirre 875
CACHAREL – Aguirre 865
ARMANI EXCHANGE – Aguirre 875
BROOKSFIELD, ABERCROMBIE e FITCH – Aguirre 966
TOMMY HILFIGER – Murillo 765 (entre as ruas Acevedo e Aguirre)

 

  • Onde comprar cosméticos da MAC e MAC PRO em Buenos Aires?

 

Decidi criar este tópico pois sei que muita gente que vai pra Bs. As. tem interesse em comprar alguns produtos da Mac por lá, uma vez que os produtos possuem exelente qualidade e aqui no Brasil os preços serem um pouquinho salgados!Então, aconselho que compre seus lindos produtinhos no Duty Free! Não compensa comprar Mac lá, os preços são muito parecidos com os praticados aqui no Brasil, a não ser que você tenha interesse nos produtinhos da Mac Pro, já que no Brasil não tem nenhuma, e se eu não me engano a de Buenos Aires se não for a única é uma das poucas existentes aqui na América do Sul.

Abaixo seguem algumas considerações sobre todas que visitei:

  1. Mac no Duty free da ida (Guarulhos): Não tem muita variedade de produtos “famosinhos”, acredito que seja pelo grande número de pessoas que passam por lá. Mas dei muita sorte e tinha muita coisa das que eu queria, como a Base Matchmaster, os batons Vegas Volt e Creme D’Nude, algumas coisinhas da coleção Glitter e Ice, que foi uma edição limitada de fim de ano, o corretivo studio finish, e várias outras coisinhas. Preços: Paguei em um batom U$ 17,00.
  2. Mac no Duty free da ida (Ezeiza): Não tem Mac.
  3. Mac no Duty free da Volta (Ezeiza): é o melhor e maior de todos os Duty free da viagem. O stand da Mac daqui é bem grande e tem muuuuiita coisa. É um dos mais completos e mais baratos.Comprei lá o Bloot, o batom Snob e o Pink Nuveau, e outras coisas que não lembro.  Preços: Paguei em um batom U$ 15,00.
  4. Mac no Duty Free da Volta (Guarulhos): é uma das que tem menos coisas. Quando passei aí tinha apenas 3 cores de batons disponíveis e apenas duas cores de blush. Comprei aqui a máscara Opulash, o blush Plum Foolery, e um globo daquela coleção de fim de ano com 4 pigmentos. Preços: não lembro.
  5. Mac Pro (Galerías Pacífico): Uma loja linda e com muuuuiita coisa mas os produtos “famosinhos” principalmente os batons estavam todos esgotados. A vantagem aqui são os produtos Pro que são produtos especialmente desenvolvidos para profissionais. Preços: Aqui um batom custava cerca de $ 110,00 pesos, não lembro ao certo.
  6. Mac (lojas Fallabela): Dentro da Fallabela da Calle Florida tem um stand da Mac, os preços são os mesmos da Mac Pro das Galerías Pacífico, mas não tem os produtos Pro.
  • Cosméticos e Perfumes
Sinceramente, na minha opinião, não compensa comprar essas coisas por lá. Compensa comprar tudo no Duty Free. Mas andando pela Calle Florida havia muitas lojinhas de cosméticos onde você encontrava produtos para cabelo da Redken, L’OREAL (linha profissional), Tigi, Bed Head, Morrocanoil, etc… Lá é pouca coisa mais barato. Há lojas na internet que possuem um preço muito melhor.
Perfumes, é a mesma coisa… compensa mais no Duty Free.
Quanto a maquiagem, o único lugar que você encontra coisas que realmente valem a pena comprar é na Famacity, mas lá não tem nada de extraordinário, as marcas principais que você encontra lá são: Maybelline, Rimmel London, Revlon, a própria marca da Farmacity, etc.
Vale dizer que nas Galerías Pacífico você encontra lojas de marcas como: Chanel, Bobi Brown, Mac Pro (já disse anteriormente), Clinique, Revlon, Estee Lauder e várias outras.
Na Falabella, você encontra maquiagens de muitas, digo MUITAS, marcas super famosas e tipo asssim, quando eu fui, a base da dior, aquela Dior Skin Forever (se eu não me engano) estava custando aproximadamente R$: 120,00. Me arrependo até hoje de não ter comprado! #asminametrucida rsrsAh, não deixe de conferir a VZ (nas Galerías Pacífico) lá tem muita coisa fofa, cheirosa e barata.

 

  • Eletrônicos
 
Acredito que não seja muito comum, quem vá a Buenos Aires com o intuito de comprar eletrônicos. Já digo logo que não comprei nenhum eletrônico por lá. Mas eu e a Carol demos uma pesquisada boa e chegamos a grande conclusão de que não compensa! hahaha Nós já sabíamos, mas tínhamos curiosidade em saber os preços. Ao menos quando fomos, não compensava comprar eletrônicos por lá. Os preços eram os mesmos do Brasil, ou até maiores…. fiquei meio impressionada. Lembrando que eu não fui na loja da Sony, então não posso falar nada sobre os preços lá praticados. Onde eu fui, foi em umas lojas e galerias especializadas em eletrônicos que ficam na Calle Florida.
Mas em todo caso, se você achar que compensa comprar algo, a loja mais confiável que conheço por lá é a Falabella.
Não esqueça que aqui no Brasil podemos parcelar as nossas compras sem juros e ainda, geralmente, os produtos possuem garantia de um ano.
  • Roupas e Acessórios
Além dos outlets, que eu já citei acima, você pode se jogar em roupas de marcas nacionais argentinas e de estilistas locais. Para isso Palermo Soho é uma boa pedida. Peça um Táxi até o bairro e vá andando e olhando as lojinhas, certeza que você irá encontar várias coisinhas interessantes.
Acredito que a Zara é o local mais frequentado por quem quer comprar roupas por lá, e realmente os preços são mais baratos que no Brasil, então se você não vai para os EUA tão cedo, aproveite.
Se você quer comprar roupas de lã, você irá encontrar várias coisas interessantes e com um preço um pouco melhor aconselho dar uma olhadinha na estação do trem de la costa de San Isidro, lá tem um “shopping” que tem muitas coisas artesanais. Lá que você irá encontrar muitas coisas de prata e pedra rosada.
Quanto a acessórios e cia lá tem duas lojas que são somente disso, a Todo Moda e a Isadora, tem muita coisa com um precinho bem bacana. Vale dar uma conferida. 

  • Couro
Quanto a couro, não achei nada muito convidativo. Agora, se onde você mora uma jaqueta de couro custa mais de R$ 1.000,00 talvez você ache os preços de lá bem bacanas. Mas já digo, que no sul do Brasil os preços são bem melhores, por exemplo: comprei uma jaqueta de couro por R$ 250,00 (esta deste look aqui).
Quanto a sapatos, eu não vi nada de muito lindo, os mais bonitinhos eram de marcas brasileiras a um preço muito maior do que você encontra aqui. E me perdoem os hermanos mas os sapatos brasileiros são MUITO mais bonitos.
Bom, meninas acredito que seja só isso!
Se alguém tiver alguma dica pra compartilhar, por favor deixe aí nos comentários.
Ah, e antes tarde do que nunca vou terminar os posts sobre Buenos Aires, antes que complete um ano que eu viajei e a #aloka aqui não tenha terminado.
Então, se você vai pra lá, fique ligadinha aqui no blog que logo logo terá mais posts sobre o assunto.
Veja os outros Posts sobre Buenos Aires:

Abaixo vou deixar listado os ROTEIROS DIA-A-DIA que fiz para viajar pra lá, com todos os endereços e dicas necessárias para visitar cada local:

Posts Relacionados

Compartilhe!

6 Comentários em “Guia de Compras em Buenos Aires (2012)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *