Fomos ao Uruguai de Carro!

Viagens

Sim, você leu certo. Nós saímos aqui de Sinop e andamos 3.997 km até o Uruguai de carro!

Nós saímos de Sinop, onde moramos no Mato Grosso e tocamos até São Gabriel D’Oeste, no Mato Grosso do Sul, onde fizemos a nossa primeira parada. A viagem foi super tranquila e o pior trecho para dirigir é mesmo o trecho de Sinop até o Posto Gil devido ao grande tráfego de carretas.

Chegamos em São Grabriel já era noite e decidimos parar em um Hotel bem na saída da cidade. O Hotel era baratinho e não era dos piores – era limpo, pelo menos, mas não gostaria de me hospedar nele novamente.

Seguimos em frente no outro dia logo pela manhã. Tomamos café da manhã e já partimos em direção ao nosso próximo destino: a casa da nossa avó, em Presidente Bernardes. Neste trecho de estrada um lugar bom para fazer uma parada é o Posto Zitão, no rodoanel de Campo Grande e o famosinho Platinão. Porém, como fazemos um desvio não passamos mais pelo Platinão.

Super indico esse desvio se você está indo de Campo Grande em direção ao estado de SP pois é bem mais rápido e sem movimento. Depois que passa o trevo de Três Lagoas você vai ver do lado direito um pasto com um alambrado e do lado esquerdo uma base da concessionaria da rodovia, logo a frente vai ser onde você tem que entrar, você vai estar na BR 163 e vai entrar na MS 040. O lugar onde você pega a estradinha fica bem na curva, entrando na curva, você vai tocar até Santa Rita do Pardo e depois tocar até Bataguassu, em Bataguassu, só tocar em direção à SP. Vou deixar as fotos aqui embaixo caso alguém se interesse.

Chegamos em Presidente Bernardes ainda na parte da tarde, a viagem foi super tranquila e esse desvio que fazemos economiza muito tempo e estresse, já que é mais curto e não tem movimento.

A nossa parada em Presidente Bernardes foi mais longa, ficamos o restante do dia e o outro dia inteiro lá para curtir a nossa família um pouquinho, porém no outro dia já era hora de seguir estrada novamente.

Saímos de Presidente Bernardes antes do dia amanhecer e tocamos na Rodovia Raposo Tavares até o trevo de Taciba, saímos da Raposo Tavares e tocamos em Direção à cidade de Londrina, no Paraná. De Londrina pegamos a PR 445 em direção à BR 376 para Curitiba e de Curitiba pegamos a BR 101 em direção a Porto Alegre. Neste trecho a minha dica de Parada é o Mappy, ele fica bem na saída da estradinha de Londrina PR 445 com a BR 376, a comida e banheiros lá são muito bons.

Passado Curitiba, já na BR 101, paramos na Parada Havan em Barra Velha – SC e tocamos em frente até o Rio Grande do Sul. Depois de Florianópolis, tem uma parada super boa chamada Engenho, o lugar é imenso tem muitas opções e vale a pena os minutinhos parados, depois dele confesso que os postos e restaurantes bons ficam bem escassos, nós paramos em um Posto de Gasolina e restaurante chamado San Tropero, que fica a 23km de Criciúma, que era bem bacana e gostamos também.

Nossa parada para dormir foi na cidade de Torres, no Rio Grande do Sul. Ficamos em uma pousada super bacaninha bem na entrada da cidade. Apesar de Torres ser uma cidade maravilhosa, não conseguimos aproveitar as belezas naturais do lugar pois tínhamos ainda muitos km pela frente.

Saímos cedinho da pousada e fomos tomar café da manhã em um posto da rede SIM na cidade de Três Cachoeiras pois tínhamos uma missão muito importante: conhecer a Luana, nossa seguidora raiz, que viu que íamos passar pela cidade dela e não pensou duas vezes em nos enviar uma mensagem lá no instagram para combinarmos de nos conhecer. Obrigada pelo carinho Luana, foi incrível conhecer você!

Depois do café da manhã em ótima companhia tocamos direto até Jaguarão, que fica na divisa entre Brasil e Uruguai. Desde Curitiba até Porto Alegre, a estrada é ótima e toda duplicada. Porém de Pelotas em diante a estrada é mão simples e começa a ficar bem chatinha devido ao movimento.

Chegamos em Jaguarão por volta das 15h e nos hospedamos no Hotel Sinuelo que já é velhinho mas é muito limpo, confortável e tem garagem fechada.

Restaurante Barranco – Rio Branco/Uruguai

Depois de nos hospedarmos, já atravessamos para Rio Branco para almoçarmos. O escolhido foi o restaurante Barranco (em frente a loja da Neutral) que é excelente e tem um ótimo atendimento. Almoçamos, fizemos algumas compras e voltamos ao nosso Hotel em Jaguarão. Aproveitamos que lá o dia é bem longo nessa época do ano (fevereiro) e saímos dar uma voltinha a pé pelo centrinho da cidade para conhecermos melhor.

Eis que chega o dia de cruzarmos a fronteira e rodar por estradas Uruguaias pela primeira vez! Acordamos super animados, tomamos café da manhã e saímos do hotel em Jaguarão por volta das 8:30 da manhã.

Atravessamos a ponte que divide os dois países e logo na saída de Rio Branco já avistamos o posto da Alfândega Uruguaia. Paramos o carro, descemos, e fomos dar entrada no país com os nossos passaportes e a carta verde em mãos, burocracias finalizadas voltamos para o carro e aí sim fomos cruzar o posto policial. Ao cruzar, o fiscal nos parou e pediu para ver o que tinha na caçamba da nossa camionete, ele deu uma olhada, fez algumas perguntas pro meu pai e nos liberou.

As estradas Uruguaias são excelentes e nesta rota (Ruta 8), totalmente tranquilas. Curiosamente, a faixa da pista de rolamento é branca e não amarela como é no Brasil, então fique esperto e não se confunda, não é pista dupla, não. Durante todo o caminho o meu celular funcionou pegando 4G/3G perfeitamente (minha operadora é a VIVO) o que me deixou muito impressionada pois cruzamos o país de um extremo a outro, basicamente.

Foi por volta do horário do almoço que chegamos em uma cidade chamada Minas, e só dali pra frente é que a estrada ficou menos deserta e começou a aparecer mais carros rodando. Abastecemos o carro com o combustível mais caro da vida (por volta de R$:7,50 o litro de Diesel S10) e seguimos em direção à Montevidéu.

Nós estávamos muito apreensivos pois iríamos rodar em outro país, porém a viagem foi super tranquila e não tivemos problema algum e nem fomos parados pela polícia.

Na volta, o nosso percurso foi diferente, saímos do Uruguai por Chuí e aí sim, nesta rota (Ruta 9) o percurso foi bem movimentado.

Quanto aos Free Shops, vocês devem estar se perguntado qual cidade será melhor, pelo que percebi fazendo as minhas compras em ambas as cidades, em Chuí você tem muito mais opções e lojas porém em Jaguarão os preço são infinitamente melhores.

Bom, acho que já escrevi demais… mas espero que vocês tenham gostado!

Qualquer dúvida, é só deixar aqui nos comentários que vamos ficar felizes em ajudar.

Até mais!

Compartilhe!

Roteiro de Experiências New York pela MCF Consultoria

Viagens

 

Como muita gente nos perguntou à respeito da nossa viagem para Nova Iorque, principalmente o fato de: como nós conseguimos acesso a executivos de um escalão tão alto em marcas tão renomadas? Nós resolvemos escrever um post falando um pouco mais sobre o assunto.

Acredito que muita coisa se explica pelo fato de não estarmos sozinhas lá. Nós estávamos em um grupo, participando do Roteiro de Experiências da MCF Consultoria. A MCF Consultoria, para quem não conhece, é uma das empresas do Carlos Ferreirinha. Quem nos acompanha há algum tempo, já ouviu falar dele quando fizemos este post aqui.

Nós sempre procuramos nos aperfeiçoar e aprender mais fazendo cursos e nos especializando em tudo que se refere à nossa área. Sabendo que as coisas mudam muito rápido e que é preciso estarmos atentas à essas mudanças para nos adaptarmos e melhorarmos o conteúdo que oferecemos ao nosso público.

Sempre empenhadas em fazer melhor, fizemos vários cursos do YouTube, completamos alguns da Udemy, e, nessa busca incessante por uma evolução, encontramos o Roteiro de Experiências da MCF Consultoria. E como a edição que estava mais próxima era a de Nova Iorque – que acontece todos os anos antes do Big Show da NRF (National Retail Federetion) – o maior evento de varejo do mundo, partimos pra lá sem pensar duas vezes!

Sabemos que você deve estar se perguntando: o que nós, YouTubers/Blogueiras a.k.a. “Digital Influencers” fomos fazer lá?

Como já citei anteriormente, nessa nossa busca por conhecimento começamos a estudar um pouco sobre marketing e começamos a tentar entender as estratégias por trás das marcas, até porque, nosso blog, canal, etc. são uma empresa e nós, querendo ou não, somos uma marca.

O Ferreirinha fundou a MCF Consultoria em 2001 para prestar serviços de consultoria sobre Gestão de Luxo e o seu curso “Luxo Aplicado à Gestão”se tornou um dos produtos mais importantes da empresa. O interessante é que a MCF vai além, sempre acompanhando as tendências do mercado, se reinventando e fazendo diferente. Este curso enfoca a gestão de uma operação/serviços de Luxo e Premium e o mais importante, como é possível aplicar as técnicas e ferramentas para todos os segmentos.

Stylus NYC
Café da Manhã com palestra na Stylus

A parte boa desse Roteiro de Experiências da MCF focado em Gestão de Luxo, é que suas estratégias podem ser adaptadas e aplicadas em qualquer negócio… até mesmo em um blog!

 Nos dias 11 e 12 de janeiro estivemos em Nova Iorque no Roteiro de Experiências da MCF, foram dois dias muito intensos vivenciando e aprendendo muito com a Gestão do Luxo.

Em todas as edições do Roteiro as visitas acontecem com as marcas que se destacaram ao longo do ano. É muito interessante essa abertura que temos com esses executivos para entendermos melhor as estratégias que estão por trás dessas marcas que conseguiram alcançar tanto sucesso.

Neste ano, nós tivemos encontros com executivos do alto escalão das marcas Hermès, Chanel, Hugo Boss, JP Morgan (um dos maiores bancos do mundo), Belvedere, Stylus e 1Hotel.

Caso tenha se interessado, a MCF Consultoria oferece Roteiros de Experiências também em São Paulo e Lisboa (a nova edição do roteiro de Lisboa vai acontecer no final de maio, então se você se interessou: cooooorrrreeeee).

Depois de termos explicado um pouco de uma maneira geral sobre o Roteiro de Experiências, vamos contar apenas um pouquinho do nosso aprendizado em cada uma das visitas:

Hermès

Uma marca renomada há mais de 180 anos no mercado. Com Hermès aprendemos que ao se criar uma marca consistente as pessoas passam a acreditar na sua ideia e retornam ao seu negócio.

Consistência gera Confiança que gera Fidelidade do Consumidor.

Hugo Boss

Escritório Hugo Boss NYC

Desafio e Inovação

A sua marca tem que ser ágil para responder às mudanças do mercado. Vivemos em um momento onde os consumidores tratam tudo com um imediatismo absurdo. Os consumidores mudam a todo momento e você deve sempre estar apto à responder essas mudanças de maneira tão rápida quanto a demanda.

Chanel

Uma marca que não envelhece, não perde seus valores e está sempre “fresca” no mercado. Aprendemos com a Chanel como sempre se manter atemporal, não podemos deixar-se ultrapassar.

In order to be irreplaceable, one must be different” (Coco Chanel)

“Só o que é diferente é insubstituível” (Coco Chanel)

Escritório da Chanel
Escritório da Chanel

1 Hotel Brooklyn

É a prova viva de que luxo e sustentabilidade podem andar juntos. Se pensarmos que a primeira vez que a palavra sustentabilidade foi usada foi em 1989, o 1 Hotel impressiona em sua expertise no assunto. Além disso, a integração entre cada propriedade da rede e o local em que ela está inserida é incrível!

Horta Comunitária do Brooklyn 1 Hotel
Horta Comunitária do Brooklyn 1 Hotel

Stylus

Devemos unir online e offline. Isso é possível e muito importante. Vimos que o mercado caminha para um consumo de vídeos muito maior do que o atual nos próximos anos e marcas já começam a investir e inovar com vários métodos de vendas utilizando essa ferramenta. Pudemos notar que as empresas inovam muito mais do que conseguimos imaginar para conquistar o cliente, foi a primeira vez que conhecemos a Moby Mart, uma loja aberta 24h por dia, sem nenhum funcionário e que vai até onde você está. Ela está em fase de teste em Shanghai e é impressionante.

Moby Mart a loja que vai até você e não tem funcionários

JP Morgan

Além de um almoço super agradável na maior instituição financeira do mundo, em que os corredores mais parece uma galeria de arte, tivemos uma palestra muito interessante e animadora com Edinardo Figueiredo. Ele nos passou alguns insights sobre o futuro do Brasil nesse ano tão desafiador que está apenas começando: Copa do Mundo e eleições presidenciais. Foi possível analisar como os investidores enxergam o Brasil e quais os dados econômicos que sustentam essas opiniões.

Belvedere

Conte a sua história, e a conte da melhor maneira possível. A única vodka de luxo do mercado, a visita à Belvedere não deixou nada à desejar. Tanto pela aula de história sobre a Polônia e a Vodka, quanto pela qualidade do produto. Apesar das controvérsias entre russos e poloneses sobre quem inventou a vodka, na Polônia existem leis que regulamentam a produção da bebida. Você sabia que na Polônia não é permitido acrescentar nada artificial à bebida e que tudo tem que ser de origem polonesa, desde o trigo para a fermentação até o lacre da embalagem.

Aprendemos os três pilares da marca: “Looks good, taste good e does good“.

 

Enfim, o Roteiro foi, sem querer ser redundante mas já sendo: incrívelmente incrível. Superou todas as nossas expectativas. Voltamos cheias de conhecimento, renovadas e com muitas estratégias novas. Recomendamos à todos que tenham essa oportunidade. Com certeza participaremos de muitos outros.

Compartilhe!

Mala de Inverno para Nova Iorque

Viagens

Olá pessoal! Quanto tempo! Hoje trago um vídeo super legal sobre a nossa Mala de Inverno para o frio de Nova Iorque. E como estava frio por lá…  pode por muito frio nisso hein! Pegamos -14! Socorro!

Esse final de ano foi bem atordoado e de todas as nossas redes o blog foi o que ficou mais abandonadinho, sorry! =/

Mas agora já estamos à todo vapor com muito conteúdo bacana para vocês! Então se preparem!

Como eu disse, o blog ficou paradinho mas as nossas outras redes (Insta e Youtube) estiveram funcionando normalmente, então se você ainda não nos acompanha por lá, não deixe de acompanhar! Não é por nada não, mas o nosso feed do insta tá muito fofo com as postagens de NYC.

mala de inverno para nova iorque

Para quem ainda não sabe, nós estivemos em NY há algumas semanas (de 9 à 16 de janeiro de 2018) para o Roteiro de experiências da MCF consultoria (@mcfconsultoria) com o Carlos Ferreirinha (@carlosferreirinha). Esse roteiro é maravilhoso, ele foi um divisor de águas na nossa vida. Pra quem não conhece, esse roteiro é totalmente focado em bussiness, e nos trouxe muito conhecimento e aprendizado com várias marcas de luxo como Hermés, Chanel, Belvedere… e é lógico que, tudo isso dentro da nossa realidade. Até porque, a nossa marca nunca vai ser uma Hermès da vida, mas pudemos aprender muito com as estratégias deles. Acho que me empolguei! hahahah Prometo que conto mais num post só sobre isso.

O post de hoje é sobre um vídeo que colocamos no ar já fazem uns dias. Nesse vídeo mostramos todo o processo de organização das nossas malas para a nossa viagem para Nova Iorque! Também aproveitei e selecionei alguns itens parecidos com os que levamos na viagem lá na nossa lojinha do Clooset para vocês darem uma olhadinha.

Confira também os outros posts de Nova Iorque:

Compras de Nova Iorque no Walmart

Compras de Nova Iorque no Outlet, Century 21, TJ Maxx, etc.

Compras de Nova Iorque na Sephora

Compras nas Farmácias em Nova Iorque

assista ao vídeo

Você gosta de vídeos e posts sobre viagens? Dá uma olhadinha nesse post onde fizemos um apanhado de tudo que já postamos sobre viagens aqui no blog. Tenho certeza que você vai encontrar muito conteúdo legal e útil:

VIAGEM, TUDO O QUE JÁ POSTAMOS! – ÍNDICE DOS POSTS DE VIAGEM

 

Compartilhe!

Quanto de dinheiro levar para Orlando?

Viagens

IMG_8667

O post de hoje é para complementar o vídeo que acabou de ir ao ar no nosso canal do YouTube. No vídeo nós falamos como calculamos quanto de dinheiro levar para Orlando para não passar apertado de comida e comprar as coisas que realmente quer.

Quando viajamos a primeira vez para o Paraguai (em 2011), ao mesmo tempo que foi incrível também foi traumatizante rsrs. Nós ficamos perdidas dentro do Shopping China, acabamos comprando os nossos notebooks (pelo menos uma coisa que precisávamos rsrs) e mais nada de útil. Resultado: sempre que vamos viajar fazemos listas de compras com o que queremos realmente comprar. Se você deixar para decidir na hora, as chances de você gastar todo o seu dinheiro com coisas inúteis e deixar de comprar as coisas que realmente queria são enormess rsrs. Por isso, aprenda com os nossos erros e comece a anotar tudo que você gostaria de comprar! ;D

Se você quiser saber mais sobre nossa viagem para Orlando acesse os vlogs e posts que fizemos. Deixamos tudo relacionado aqui pra ficar mais fácil para vocês! =D

vídeo

No Brasil, cada pessoa tem o limite de R$ 10.000,00 de dinheiro ou moeda equivalente. Se você ultrapassar esse limite, é necessário preencher a Declaração Eletrônica de Bens de Viajantes (e-DBV).

Nos Estados Unidos, o limite é US$ 10.000,00 por família e eles incluem, além do dinheiro em espécie, instrumentos monetários (cheques, ordem de pagamento, etc.). Aqui tem mais informações no site oficial. Se você ultrapassar o limite é necessário preencher o formulário Report of International Transportation of Currency and Monetary Instruments FinCEN 105.

Nesta parte do site oficial eles informam que os viajantes tem a obrigatoriedade de provar para o oficial que possuem fundos suficiente para cobrir toda a sua viagem nos EUA. No entanto, eles não informam valores mínimos que são necessários.

Confira aqui a nossa WishList para os EUA que tem alguns dos produtos que gostaríamos de comprar se viajássemos para lá. Essa WishList é um trabalho em progresso, sempre que vemos alguma coisa que gostaríamos de ter, acrescentamos, dessa forma, quando definirmos uma viagem só precisamos analisar o que da nossa lista realmente iremos comprar e organizá-la por prioridade.

DICAS

Nós queremos comprar uma batedeira planetária KitchenAid, o lugar mais em conta de comprá-la que já vimos é na loja Kitchen Collection no Outlet. Em novembro de 2015 vimos na loja por US$ 180 – o único ponto negativo é que você não consegue escolher a cor (no site da KitchenAid a batedeira custa US$ 429.

Se você gosta de comprar coisas de cozinha ou para artesanato, a loja Michaels é imperdível. E uma dica importantíssima é conferir no site se tem coupons disponíveis para a loja que você vai visitar e imprimi-los. Tem desconto de até 40% nos produtos (tem algumas exceções como eletrônicos).

Se você adora maquiagem, compensa olhar no site da Ulta Beauty as promoções que estão ativas nas lojas. Pode compensar! =D

 

 

 

Compartilhe!

Fugindo das Filas nos Parques Aquáticos Disney

Viagens

A Disney tem dois parques aquáticos  o Blizzard Beach e o Typhoon Lagoon! Para nós, o dia mais divertido da viagem foi o do parque aquático (inclusive para nosso pai que morre de medo de água rsrs).

Independentemente da época na qual for visitar este parque, é fundamental que haja um planejamento do que fazer ao entrar. É claro que o roteiro serve como um guia e não deve ser inflexível (se você quiser mudar o roteiro na hora, sem problemas rsrs), ele vai te ajudar a lembrar do que há no parque e as atrações que você não gostaria de esquecer de visitar.

Essa é uma das dicas para aproveitar ao máximo sua viagem para Orlando, além dessa, as outras podem ser lidas no post que já foi ao ar, clicando aqui. Se você também for visitar os parques principais da Disney e os da Universal, vale à pena ler os posts com dicas para eles:

Para ficar por dentro dos posts seguintes e não perder nada se inscreva no nosso feed! =D

Digite o seu endereço de e-mail:

Delivered by FeedBurner

Em nossa viagem copiamos e colamos os roteiros de cada dia nas notas do celular, dessa forma poderíamos acessá-los a qualquer hora (desde que o celular tivesse bateria rsrs). Nós pensávamos em imprimir os roteiros, mas acabou não dando tempo. Enfim, independentemente da forma, tenha o seu roteiro com você durante o dia =D.

Se você quiser conferir como ficou nosso roteiro para o Blizzard Beach é só clicar aqui e como realmente transcorreu o dia é só clicar aqui.

Nós fizemos os roteiros antes de viajar e deixamos programados no blog para irem ao ar enquanto estávamos viajando. O vlog foi gravado durante aquele dia e foi postado depois que voltamos de viagem.

É importante que o roteiro seja feito pensando no seu grupo de viagem, por exemplo, nós não gostamos muito de brinquedos radicais, então eles acabaram quase extintos do roteiro.

Nós iremos reunir informações sobre principalmente de dois sites, o Disney Tourist Blog e o WDW Info. Além disso, iremos dar nossas dicas para fazer o seu roteiro ficar com a sua cara.

Conhecendo os Parques e suas Atrações

Blizzard Beach

O Blizzard Beach foi construido tendo como pano de fundo a história de que houve uma época na Flórida que teve uma nevasca, então um resort de ski foi feito. Quando o clima voltou ao normal, a neve começou a derreter e um jacaré empreendedor viu a oportunidade de fazer um parque aquático.

O mapa pode ser observado abaixo, mas se você quiser ver o mapa interativo no site da Disney clique aqui.

Fonte: WDW Info

Nos parques de Orlando, frequentemente as atrações são fechadas por períodos para manutenção. Normalmente, o Blizzard Beach fica fechado durante alguns meses no final do ano (geralmente entre outubro e janeiro). Neste ano, o parque irá estar fechado entre 23 de outubro de 2016 até 24 de dezembro de 2016.

Nós recomendamos olhar esta página do site WDW Info, que tem cada atração do parque e uma pequena explicação sobre cada uma. Ao pesquisar sobre o parque faça uma lista das atrações que gostaria de ir.

Atrações

  • Summit Plummet*** – toboágua sem boia praticamente vertical (você chega a uma velocidade de quase 100km/h). Altura mínima: 121,92cm.
  • Slush Gusher*** – é um toboágua sem boia menos radical que o Summit Plummit. Altura mínima: 121,92cm.
  • Teamboat Springs** – é o maior rafting para família do mundo. As boias acomodam até 6 pessoas.
  • Chairlift** – é um transporte de ida até o topo da montanha, para você pegar uma carona para ir nas três atrações citadas acima.
  • Toboggan Racers*** – é um toboágua com oito “pistas” para as pessoas apostarem quem chega primeiro lá embaixo.
  • Snow Stormers ***- você deita de barriga para baixo em um tipo “tapete” para descer no toboágua.
  • Downhill Double Dipper*** – este também é um de corrida, o toboágua tem duas “pistas”. Altura mínima: 121,92cm.
  • Runoff Rapids** – é um toboágua que tem três opções – duas de escorregador aberto e uma de escorregador fechado. Pode ir em boia individual ou boia de dupla. Lembre de pegar a boia antes de subir para a fila.
  • Melt Away Bay – é uma piscina de ondas leves.
  • Ski Patrol Training Camp – é uma área para pré-adolescentes. Tem várias atividades uma próxima da outra.
  • Tike’s Peak – é uma área para crianças com várias atividades. Altura máxima: 121,92cm.

*** – Atrações para visitar primeiro ( O número de asteriscos se refere a prioridade da atração)

Typhoon Lagoon

O Typhoon Lagoon foi construido tendo como pano de fundo a história de que houve um tufão na Flórida, onde barcos voaram e árvores dobraram. A tempestade deixou esse paraíso tropical, que virou um parque aquático.

O mapa pode ser observado abaixo, mas se você quiser ver o mapa interativo no site da Disney clique aqui.

Fonte: WDW Info

Nos parques de Orlando, frequentemente as atrações são fechadas por períodos para manutenção. Normalmente, o Typhoon Lagoon fica fechado durante alguns meses no começo do ano (geralmente entre janeiro e março). Neste ano, o parque irá estar fechado entre 25 de dezembro de 2016 e 11 de março de 2016.

Nós recomendamos olhar esta página do site WDW Info, que tem cada atração do parque e uma pequena explicação sobre cada uma. Ao pesquisar sobre o parque faça uma lista das atrações que gostaria de ir.

Atrações

  • Typhoon Lagoon Surf Pool** – piscina de ondas artificiais de até 2 metros de altura.
  • Castaway Creek – este passeio de jangada de aproximadamente 640m. As crianças devem ser acompanhadas por um adulto.
  • Ketchakiddee Creek – área para as crianças com  10 atividades diferentes, desde boias para flutuar até toboáguas. Altura máxima: 121,91cm.
  • Mayday Falls** – é o maior toboágua do parque, aproveite o cenário pelo percurso.
  • Keelhaul Falls*** – é um toboágua similar ao Mayday Falls.
  • Gangplank Falls*** – nossa descrição seria: toboágua gigante com boia para até 4 pessoas. É uma atração para famílias de rafting.
  • Humunga Kowabunga*** – é um toboágua fechado que tem três “escorregadores separados” para os visitantes descerem, é um toboágua rápido. Altura mínima: 121,91cm.
  • Storm Slide** – é um toboágua sem boia.
  • Shark Reef** – é uma aventura em água salgada em volta de um petroleiro afundado com tubarões de verdades e outros peixes tropicais.
  • Bay Slides – é um toboágua sem boia para crianças. Altura máxima: 152,4cm.
  • Crush ‘N’ Gusher** – é como se fosse uma montanha russa que você vai em boias. Altura mínima: 121,91cm.

*** – Atrações para visitar primeiro ( O número de asteriscos se refere a prioridade da atração)

Chegando ao Parque

É bom chegar nos parques aquáticos antes de abrir, porque nós lemos que os bons lugares que ficam na sombra se esgotam meia hora depois que o parque abriu, então chegue cedo para reservar seu lugar.

Colete Salva-vidas

Nos parques aquáticos da Disney o colete salva-vidas é gratuito para os visitantes, mas é necessário deixar um depósito.

No Typhoon Lagoon você pode requerer o colete salva-vidas no High & Dry Towel Rental. É preciso deixar um documento ou cartão de crédito como depósito.

No Blizzard Beach você pode requerer o colete salva-vidas no Snowless Joe. É preciso o documento e US$25,00 para depósito.

Quando você devolver o colete o que você deixou como depósito é devolvido. =D

Outras informações

Como nós falamos no começo, o nosso roteiro pode ser visto aqui. Os parques aquáticos não precisam muito de roteiro, o bom é você ver a atração e ir em qual desejar. Só vá nas mais concorridas primeiro pra não pegar filas muito longas depois.

Outra informação que pode ser útil é esta lista com link para os menus de todos os restaurantes do Typhoon Lagoon e esta lista com o link para os menus dos restaurantes do Blizzard Beach, então você se você tiver um paladar delicado como nós (é frescura pra comer mesmo kkk) você consegue ver os menus e os preços.

E finalmente, a duração de cada atração pode ser encontrada aqui para o Typhoon Lagoon e aqui para o Blizzard Beach.

Video

Então eram essas as informações que gostaríamos de compartilhar sobre os parques aquáticos.

Esperamos que tenham gostado e que tenha sido útil! =D

Guias

Vlogs

Roteiro

Comprinhas

Compartilhe!